Scroll to top

Macapá


Brazil

info_white

For more information about our work with Macapá, please contact the focal point, Lara Caccia

Macapá is the capital of the state of Amapá in northern Brazil and has over 490,000 residents. The city holds one of the highest rates of demographic growth in Brazil and houses more than half of the total population of the state. It is located on the left bank of the Amazon River and is the only Brazilian municipality crossed by the Equator line, making it known as the “capital of the middle of the world”.

The economy of the city is mainly based on tourism, trade, industry and services. One of the main monuments of the city is the fortress of São José de Macapá, listed by the Institute of National Heritage (IPHAN) due to its historical value.

The biome of Macapá is the Amazon, the largest biome in Brazil, and the state of Amapá is known to be the state that most conserves this biome. The city of Macapá presents a very diversified hydrography, consisting of rivers, igarapés (streams), furos (intersections), islands and waterfalls, including the Amazon River, which is one of the main landmarks of the city and one of the largest and most important fishing rivers in the world.

INNER FORESTS

Macapá presents a warm and humid climate, with a vegetation that consists mainly of forests a common trait of the municipality. Deforestation rates are not significant, and the city maintains large trees within its urban area. In addition, 66% of the city’s urban streets are lined with trees. Macapá also has several squares distributed in its territory, such as the Forte Park, the Barão do Rio Branco Square and others.

In 2018, the city launched the program called “Macapá mais Viva” (“Macapá More Alive”) which consists of planting trees in the urban area of the capital and is part of the Municipal Plan for Urban Afforestation. The goal of the program is to increase urban afforestation and promote environmental education in partnership with local schools. Since 2017, the city has already accomplished the planting and donation of 2,000 seedlings of native trees. The objective is to reach the goal of 6,000 seedings by 2020.

NEARBY FORESTS

The state of Amapá has the largest biodiversity corridor in Brazil, and 70% of its territory is covered by environmental protected areas. The city of Macapá has conservation units, defined as territorial spaces that present relevant environmental, natural and landscape characteristics, guaranteeing the protection of these areas. The conservation units are of great importance for the preservation of the Brazilian fauna and flora, as they enable the conservation of biodiversity and natural resources of the country. In Macapá there are several conservation units both under federal and state ownership. The city makes several efforts to ensure sustainable development, always seeking to articulate with these entities to ensure the conservation and protection of the natural environment.

In addition to the conservation units, the city is home to the Municipal Zoobotanical Park, an area focused on the conservation and protection of the fauna and flora of the state of Amapá, managed by the Municipal Zoobotanical Park Foundation (FPZM).

Note: The information provided above was developed by the WRI Brasil team based on information available on the city’s official websites and may change.

Macapá é a capital do Estado do Amapá e possui mais que 490.000 habitantes. A cidade apresenta uma das maiores taxas de crescimento demográfico do Brasil e abriga mais da metade da população total do Estado do Amapá. Localiza-se na margem esquerda do Rio Amazonas e é o único município brasileiro por onde passa a Linha do Equador, sendo conhecida como a “capital do meio do mundo”.

A economia da cidade é baseada principalmente no turismo, comércio, indústria e prestação de serviços. Um dos principais monumentos da cidade é a Fortaleza de São José de Macapá, tombado pelo Instituto de Patrimônio Nacional (IPHAN) devido ao seu valor histórico.

O bioma de Macapá é Amazônia, maior bioma do Brasil e o estado do Amapá é conhecido por ser o estado que mais conserva a Amazônia. A cidade de Macapá apresenta uma hidrografia bastante diversificada, composta por rios, igarapés, furos, ilhas e cachoeiras, incluindo o Rio Amazonas, que além de ser um dos principais marcos da cidade, é um dos maiores e mais importantes rios pesqueiros do mundo.

FLORESTAS INTERNAS

Macapá apresenta clima quente e úmido, com uma vegetação que se constitui principalmente de florestas, que predomina no município. O desmatamento é pouco acentuado e apresenta árvores de grande porte dentro da área urbana. Além disso, Macapá possui 66% das vias públicas arborizadas. A cidade apresenta diversas praças distribuídas no território, como o Parque do Forte, a Praça Barão do Rio Branco e outras.

Em 2018, a cidade lançou o programa “Macapá mais Viva” que consiste no plantio de árvores na área urbana da capital e faz parte do Plano Municipal de Arborização Urbana. A ideia do programa é aumentar ainda mais a arborização urbana. Além disso, desde 2017, a cidade já realizou o plantio e doação de 2 mil mudas de árvores nativas e a ideia é atingir a meta de 6 mil até 2020.

FLORESTAS PRÓXIMAS

O Estado do Amapá tem o maior corredor de biodiversidade do país e apresenta 70% do seu território coberto por áreas de proteção ambiental. A cidade de Macapá possui unidades de conservação que são espaços territoriais que apresentam características relevantes em termos ambientais, naturais e paisagísticas, garantindo a proteção desses locais. As unidades de conservação são de grande importância na preservação da fauna e flora brasileira, pois elas possibilitam a conservação da biodiversidade e recursos naturais do país.

No município de Macapá existem diversas unidades de conservação tanto sob tutela federal quanto estadual. A cidade faz diversos esforços para garantir o desenvolvimento sustentável, buscando sempre se articular com esses entes para garantir a conservação e proteção do meio ambiente natural.

Além das Unidades de Conservação, possui o Parque Zoobotânico Municipal, uma área voltada para a conservação e proteção da fauna e flora do Estado do Amapá e é administrado pela Fundação Parque Zoobotânico Municipal (FPZM).

Nota: O conteúdo acima foi desenvolvido pelo WRI Brasil com base em informações disponíveis nos sites oficiais da prefeitura e podem sofrer alterações.

To apply for this job email your details to gary@revolve.media